Como Acabar Com o Conteúdo Duplicado Utilizando Canonical Tag

Praticamente todas as empresas que estão na internet têm o objetivo de aparecer no topo das pesquisas do Google, o que certamente fará com que seu alcance orgânico aumente e, por consequência, a quantidade de vendas. Para isso, porém, é imprescindível investir em conteúdos de qualidade, otimização de sites e técnicas de SEO, sempre de acordo com as novas atualizações dos algoritmos dos buscadores, que são constantes.

A canonical tag é considerada como a revolução mais significativa dos motores de busca desde que foram implementados os sitemaps, que são arquivos que listam as páginas de um site e informam todos os mecanismos de pesquisa a respeito da forma com a qual o conteúdo presente naquele site é organizado.

Qual a Finalidade da Canonical Tag?

Resumidamente, sua função é impedir que os motores de busca indexem páginas que tenham conteúdo duplicado entre si. Os algoritmos do Google e de todos os outros buscadores não se agradam de conteúdos duplicados, já que isso soa para eles como uma forma de ludibriá-los a respeito da relevância e do tráfego do site, que na verdade são menores do que o que parece.

Muitas vezes isso nem é feito de má fé, como ocorre com fóruns ou páginas que possuem versões próprias para impressão ou para dispositivos móveis. Informar ao Google e aos outros buscadores que várias páginas possuem o mesmo conteúdo e que apenas a página de origem deve ser referenciada é uma prática conhecida como canonicidade.

No contexto citado, a canonical tag é usada como uma forma de marcação que indica que determinada página na verdade se trata da réplica de outra e que ambas não devem ser indexadas nas pesquisas da mesma maneira.

Como a Canonical Tag é Usada Para Evitar o Conteúdo Duplicado?

  • A função da canonical tag é parecida com a do redirecionamento 301, que também indica por onde o algoritmo deve seguir para ir a outra página;
  • A diferença entre essas duas técnicas é que o redirecionamento 301 se aplica tanto às pessoas quanto aos motores de busca, enquanto a canonical tag funciona apenas com os motores de busca. As pessoas ainda terão acesso às páginas que não serão indexadas nos buscadores;
  • Sumariamente, a canonical tag pode ajudar na otimização do SEO de seu site sem que a experiência de uso dos visitantes seja prejudicada. Logo, ela é útil para ambas necessidades.

Caso um buscador não seja capaz de identificar qual é a versão que deve ou não ser indexada, a tendência é que a relevância e a autoridade de todas as páginas sejam reduzidas em seu ranking, o que é extremamente prejudicial. Por isso, o uso da canonical tag deve ser feito sempre que o site contar com diferentes versões do mesmo conteúdo, como quando a URL possui algumas variações ou quando existem páginas de impressão.

Como exemplo, caso a página principal de determinado site possa ser acessada por diferentes URLs que possuem apenas alguns parâmetros diferentes, a melhor opção é utilizar a canonical tag para impedir que os buscadores as reconheçam como conteúdo duplicado. Assim, todo o reconhecimento e a autoridade devida àquele site serão direcionados a um único link, o que fará com que ele se posicione melhor nas páginas de resultados de uma busca, as chamadas SERPs.

Erros Comuns no Uso da Canonical Tag

Para que todos os benefícios da canonical tag possam ser aproveitados em um site, é de suma importância que eles sejam aplicados adequadamente, pois caso contrário eles não funcionarão. Por isso, é imprescindível que sua implementação seja feita apenas depois de buscar o máximo de informações possíveis sobre o assunto, preferencialmente de acordo com o conteúdo disponibilizado pelos próprios motores de busca ou a Webmasters.

Alguns dos erros mais recorrentes podem ser evitados ou corrigidos por meio de procedimentos simples, quer garantirão a eficiência das canonical tags ao evitar conteúdo duplicado.

  • Não compreender a real finalidade da canonical tag – é importante ressaltar que a única finalidade dessa técnica é evitar a existência de conteúdo duplicado. A aplicação dessa técnica não deve ser feita para qualquer outra finalidade;
  • Aplicar a tag em lugares errados do site – a implementação da canonical tag deve ser feita impreterivelmente na seção do site. Caso ela seja implementada na seção ou em qualquer outra função diferente os buscadores não compreenderão essa referência, além de que isso pode prejudicar a estrutura HTML da página e resultar em outros problemas;
  • Não prestar a atenção necessária no código-fonte – copiar a estrutura de um código e utilizá-lo no seu site é bastante recorrente e não tem nada de errado. Porém, para que se obtenham os resultados esperados, é obrigatório verificar com muito cuidado o código-fonte, pois ele pode contar dados incorretos que resultarão em redirecionamentos para páginas erradas que comprometerão toda a reputação do site, por melhor que ele seja;
  • Implementar canonical tags em páginas que não contenham conteúdo duplicado – algumas pessoas acreditam que a canonical tag deve ser utilizada quando um artigo tem várias páginas, de modo a referenciar apenas a primeira página. Essa é uma prática errada, já que as páginas não contêm conteúdo duplicado e sim conteúdos complementares.

O uso da canonical tag é extremamente recomendável a todos os usuários que queiram que os buscadores não indexem páginas duplicadas e reduzam sua autoridade e relevância. Não tenha dúvidas quanto à implementação desse recurso e garanta os melhores resultados possíveis junto aos motores de busca!

Os comentários estão encerrados.